Notícias

 

XIII Congresso Mundial de Farmacêuticos de Língua Portuguesa reuniu mais de 200 participantes


A décima terceira edição do Congresso Mundial de Farmacêuticos de Língua Portuguesa juntou na capital cabo-verdiana mais de 200 farmacêuticos lusófonos, naquela que foi uma das edições mais concorridas do evento organizado pela Associação de Farmacêuticos dos Países de Língua Portuguesa (AFPLP), que comemorou o seu 25.º aniversario. Cabo Verde, a par de Angola, são os únicos países africanos lusófonos em que a profissão farmacêutica é regulada por um Ordem profissional, tal como acontece em Portugal. O desenvolvimento da profissão é, no entanto, uma realidade transversal aos restantes países da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), patente também nos trabalhos apresentados neste Congresso, sob a forma de póster, por farmacêuticos de diferentes nacionalidades e áreas profissionais.

O primeiro dia do evento foi preenchido com sessões da Academia AFPLP, composta por três workshops sobre indicação farmacêutica, resultados em saúde e sobre a atividade dos laboratórios clínicos. Decorreu igualmente neste dia a 18.ª Assembleia Geral da Associação, durante a qual foi aprovada uma revisão da resolução sobre a intervenção dos farmacêuticos no combate às resistências antimicrobianas.


Notícias

 

Assembleia Geral aprovou resolução sobre Intervenção Farmacêutica no âmbito da Resistência Antimicrobiana

Os membros da Associação de Farmacêuticos dos Países de Língua Portuguesa (AFPLP) aprovaram, por unanimidade, uma revisão da resolução emitida em 2003 sobre a intervenção farmacêutica no combate às resistências antimicrobiana. Reunidos em Cabo Verde, à margem do XIII Congresso Mundial de Farmacêuticos de Língua Portuguesa, durante o qual são assinalados os 25 anos da AFPLP, os farmacêuticos de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal e São Tomé e Príncipe renovaram o compromisso de apoiar campanhas nacionais e internacionais, promover a cooperação entre países e organizações profissionais, e apoiar as associações membro no desenvolvimento de ações neste domínio.


Notícias

 

Pósteres Técnico Científicos no XIII Congresso Mundial da AFPLP reforçam investigação científica

Durante o XIII Congresso Mundial de Farmacêuticos de Língua Portuguesa, que decorreu entre os dias 3 e 5 de outubro de 2018, na Cidade da Praia, em Cabo Verde, com o tema "O Farmacêutico nos Sistemas de Saúde", teve lugar uma exposição de Pósteres Científicos.


Neste âmbito, a AFPLP promoveu um espaço para apresentação e discussão de Pósteres Técnico-Científicos da autoria de farmacêuticos dos vários países membros da AFPLP, nas suas diferentes áreas de intervenção profissional.


Esta iniciativa teve como objetivo a divulgação de trabalhos técnico-científicos dos farmacêuticos dos vários países de língua portuguesa, nas diferentes áreas de intervenção profissional, que constituem uma mais-valia que a Associação de Farmacêuticos dos Países de Língua Portuguesa procurou dinamizar na esfera das suas atividades.


Foram rececionados 34 trabalhos para exposição no XIII Congresso Mundial, nas seguintes áreas: Farmácia Prática (Farmácia Comunitária, Farmácia Hospitalar, Distribuição Farmacêutica, Indústria Farmacêutica); Galénica e Tecnologia Farmacêutica; Análises Clínicas, e outras áreas técnico-científicas.


Notícias

 

Maria Odette Santos Ferreira (1925-2018)

A professora e investigadora portuguesa Maria Odette Santos Ferreira faleceu no dia 7 de outubro, em Lisboa, aos 93 anos. O funeral teve lugar no dia 9 de outubro, no Cemitério do Alto de São João.

A Associação de Farmacêuticos dos Países de Língua Portuguesa manifesta o seu profundo pesar pelo desaparecimento desta distinta farmacêutica, com relevância mundial e em particular nos países da Lusofonia. Odette Ferreira foi umas das mais proeminentes farmacêuticas portuguesas, com uma dedicação ímpar à profissão, à ciência e aos mais desfavorecidos. Sempre com enorme orgulho no seu título de farmacêutica, deixa uma marca indelével na profissão, pelo prestígio, pelo exemplo, pelos princípios e conhecimentos que transmitiu, enquanto professora, a várias gerações de farmacêuticos, que hoje a revêm como exemplo.

Odette Ferreira cresceu na Guiné Bissau enquanto criança, e dedicou toda a sua vida à ciência, em particular à infeção pelo vírus do VIH/sida. De todas as suas descobertas, a mais emblemática é a da identificação do VIH-2, 2º vírus da sida, inicialmente isolado num doente guineense internado no Hospital Egas Moniz. Esta importante descoberta, que veio alterar por completo o paradigma desta doença, permitiu o avanço na identificação de novas terapêuticas, essenciais para o tratamento da infeção por VIH.

Em nome de todos os farmacêuticos do espaço de língua portuguesa, a AFPLP dirige as mais sentidas condolências à família e amigos, e reitera a enorme gratidão por toda uma vida e obra que ficam perpetuadas no seio da classe farmacêutica.


Notícias

 

O primeiro congresso dos farmacêuticos em Moçambique

Pela primeira vez, os farmacêuticos moçambicanos estiveram reunidos em congresso para debater o estado atual da profissão e os principais desafios do país em matérias de cuidados de saúde, assistência farmacêutica e medicamentosa. O 1.º Congresso dos Farmacêuticos de Moçambique, organizado pela Associação dos Farmacêuticos de Moçambique (Afarmo), foi uma oportunidade para atualização de conhecimentos e desenvolvimento profissional, mas, acima de tudo, um primeiro passo para afirmação de um grupo profissional essencial para o país.


Notícias

 

Portugal e Moçambique organizam Encontro Luso-Moçambicano do Setor Farmacêutico

O I Encontro Luso-Moçambicano do Setor Farmacêutico, organizado conjuntamente pela Ordem dos Farmacêuticos de Portugal e pela Associação de Farmacêuticos de Moçambique (Afarmo), levou aos colegas farmacêuticos moçambicanos a experiência portuguesa na regulação do setor farmacêutico, uma discussão particularmente pertinente devido ao início do processo de transformação da associação em Ordem profissional.


Notícias

 

Visita Oficial da Ordem dos Farmacêuticos a Moçambique

A bastonária da Ordem dos Farmacêuticos liderou uma delegação de farmacêuticos portugueses que foi recebida, em audiência, pela ministra da Saúde de Moçambique, Nazira Abdula naquela que foi a primeira ação da representante dos farmacêuticos portugueses em território moçambicano. A comitiva esteve também reunida com a embaixadora de Portugal no país, Maria Amélia Paiva, e visitou várias instituições, unidades de saúde e empresas do setor farmacêutico.

O programa da visita oficial a Moçambique permitiu uma visão alargada da organização do setor farmacêutico no país e suas principais carências. A OF tem uma relação histórica com o Ministério da Saúde e várias outras instituições ligadas ao setor farmacêutico e à saúde, em geral, facto que foi realçado nas reuniões com diversos interlocutores.

Além da colaboração na formação académica dos jovens farmacêuticos moçambicanos, a OF apoiou projetos de desenvolvimento de unidades e serviços farmacêuticos, de que o Hospital Central de Maputo é apenas um exemplo.

Ao longo das várias ações realizadas durante esta deslocação a Moçambique a bastonária contactou de perto com alguns colegas a exercer nos hospitais, nas farmácias comunitárias, na indústria e na distribuição farmacêutico, bem como nos laboratórios de análises clínicas e no ensino.


​Assista à Reportagem Especial aqui