Notícias

11 de dezembro de 2020

Congresso virtual junta farmacêuticos lusófonos

A Ordem dos Farmacêuticos (OF) organizou nos dias 26, 27 e 28 de novembro mais uma edição do Congresso Nacional dos Farmacêuticos, este ano naturalmente marcado pela pandemia de covid-19 que afeta Portugal e o mundo. Com o país em estado de emergência e as restrições de circulação impostas pelo Governo e autoridades de saúde, o “maior encontro nacional de farmacêuticos” decorreu num formato exclusivamente online, em modelo de webinar, associando-se ao XIV Congresso Mundial de Farmacêuticos de Língua Portuguesa, da Associação de Farmacêuticos dos Países de Língua Portuguesa, para um universo de mais de 200 mil farmacêuticos lusófonos.
Sob o tema "Abrir Horizontes. Fazer Acontecer”, a situação epidemiológica que o País enfrenta foi um assunto incontornável e transversal a todo Congresso. Com dezenas de oradores de renome, especialistas nas mais diversas áreas das Ciências da Saúde, propôs-se e conseguiu-se um debate sobre o futuro da Saúde na próxima década, seguramente marcado pela emergência de saúde pública que enfrentamos e pelo seu impacto nos sistemas de saúde e nos comportamentos em sociedade.

"O Congresso dos farmacêuticos é sempre um momento determinante para a profissão. Este ano não podemos estar juntos, fisicamente, mas a atual conjuntura justifica, de sobremaneira, a realização de um evento que aborde, de forma transversal, todas as implicações e desafios que a pandemia de covid-19 nos tem colocado”, destaca o presidente do Congresso, Helder Mota Filipe, e presidente da AFPLP para o biénio 2019-2021.

"Ao longo dos últimos meses enfrentámos desafios tremendos. Começámos com o problema de acesso aos equipamentos de proteção individual e a alguns medicamentos e produtos de saúde. Discutiram-se depois as alternativas terapêuticas para tratamento da doença, as respostas para os problemas dos doentes não-COVID-19, no acesso aos medicamentos hospitalares, na renovação da terapêutica dos doentes crónicos ou na vacinação contra a gripe sazonal. Centramos agora o debate em torno do desenvolvimento e distribuição de uma nova vacina, mas também no alargamento da utilização de testes rápidos de antigénio”, acrescenta a Bastonária da OF, Ana Paula Martins.

"São múltiplos desafios que vamos enfrentar nos próximos anos e que queremos debater com os farmacêuticos e com a sociedade em geral. Convidámos especialistas nacionais e estrangeiros porque queremos ouvir as suas opiniões e conhecer experiências e projetos em curso que acreditamos poderem mudar a forma como são prestados cuidados de saúde aos cidadãos”, salienta ainda o presidente do Congresso.

As sessões do Congresso Nacional dos Farmacêuticos 2020 e XIV Congresso Mundial dos Farmacêuticos de Língua Portuguesa decorrem ao longo de três dias de trabalhos, distribuídas em mais de 20 sessões, em cerca de 30 horas de transmissão em direto para todo o espaço lusófono.

Saiba tudo em www.congresso.ordemfarmaceuticos.pt.



Como melhorar a comunicação com os farmacêuticos lusófonos?